abrir menu
Home IrecêOn
imagem topo
23 de outubro de 2017

Ansiedade : a geração que quer tudo AGORA.

Tem se descutido muitos temas como: depressão, síndrome do pânico, ansiedade e tristeza. São coisas diferentes que podem estar ligadas e uma pode causar a outra, é um ciclo complicado, mas hoje vamos falar de ANSIEDADE

"De acordo com estudos promovidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 33% da população mundial sofrem com sintomas e efeitos da ansiedade e não fazem ideia de como controlar ansiedade e nervosismo e que estas afetam inclusive o sexo. O Brasil aparece sempre entre os primeiros países da lista desta pesquisa."

Você já deve ter ouvido falar que ansiedade e depressão são doenças dos “tempos modernos”. Isso não é mera informação dada pelos especialistas. Por diversas décadas subestimamos o real impacto da ansiedade em nossa sociedade e atualmente os efeitos colaterais são inúmeros. Já não se pode esconder seu efeito nas pessoas, apesar do preconceito ainda ser uma forte barreira. O ministério da Saúde e os orgãos que trabalham com saude mental, como o CAPS, por exemplo fazem campanhas como: Janeiro Branco ( uma tentativa de quebrar o preconceito contra doenças mentais) e o Setembro Amarelo (combate ao suicídio). 

Segundo dados do jornal Cultura e Realidade a média de suicídio em 2016 foi 2,6 por mês, mas os estudos não mostram as tentativas frustradas de suicídio. Poucos sabem que a ansiedade ou qualquer transtorno mental pode se revelar através de sintomas físicos. 

 

Fique atento a esses sinais de ansiedade, até mesmo dos seus filhos ou dos amigos mais próximos. A Ansiedade considerada normal se manifesta quando ocorre algum evento específico, em que a pessoa tem motivo para estar ansioso, por exemplo: uma viagem, uma entrevista de emprego ou uma prova avaliativa.

Agora que você já sabe o que é a ansiedade e como identificar mais facilmente sua origem qual, aprenda formas simples de como como controlar ansiedade  e torne isso uma rotina, quando você menos perceber sua vida já terá mudado bastante com relação aos medos e dificuldades enfrentados até aqui.

 

#1. Exercícios Físicos (Sim, a maior parte das soluções para qualquer mal psicológico envolve a prática de exercícios físicos, isso porque se exercitar faz com que o corpo libere serotonina, hormônio responsável pela sensação de prazer).

#2. Reduzir o estresse

Para pessoas que se estressam com facilidade é altamente recomendado sessões de massagem relaxante e acupuntura regulares. Ioga e meditação também são muito indicados.

#3. Respiração

Ao inspirar, deixe o abdome expandir-se, ou seja, estufar a barriga e não o peito. Depois, expire lentamente, expelindo o ar pela boca. Isto pode ser feito em qualquer lugar, a qualquer hora. O relaxamento combinado com a respiração diafragmática, certamente, reduzirá a respiração ofegante, a taquicardia e o tremor.

#4. Evite pensamentos negativos

Sempre que um pensamento negativo se iniciar, devesse substituí-lo por outro pensamento qualquer, preferencialmente, agradável. Quando ocorrer uma situação de ataque de ansiedade, é recomendado que você siga os passos anteriores.

Após trabalhar sua respiração, seu corpo e praticar um pouco de meditação e relaxamento, tente analisar com calma o problema para dimensionar a real gravidade da situação, questionando a si mesmo quais as alternativas possíveis.

#5. Ingerir alimentos relaxantes

Como é de conhecimento popular, a Camomila é muito boa para combate diário da ansiedade. Além dessa planta, nós também podemos ingerir chá de valeriana, passiflora, melissa, sementes de gergelim ou de girassol, erva doce ou capim cidreira.

Existem cápsulas com concentrados de magnésio, taurina ou glutamina, mas é importantíssimo ter a orientação de um profissional para o uso desse medicamento 

#6. Mantenha longe o que causa angústia

Você já deve ter ouvido falar sobre pessoas tóxicas. Elas nada mais são do que aqueles indivíduos que geram grande desconforto em você apenas com a presença. EVITE ELAS 

#7. Tenha um Hobbie

Esta é uma forma de como controlar ansiedade e nervosismo indicada por muitos especialistas. É bom que pessoas ansiosas tenham algum tipo de hobbie, para que seja uma espécie de refúgio para si, é considerado uma terapia para pessoas com ansiedade extrema ou outros transtornos, como déficit de atenção ou hiperatividade.

#8. Respeite suas limitações

Para quem sofre com ansiedade extrema, é um desafio muito grande conseguir entender as próprias limitações, mas é nesse momento que podemos usar a própria emoção a nosso favor. Trabalhe o auto-conhecimento e a meditação ou oração. 

#09. Controle absoluto de você mesmo

Cada um dos 8 passos anteriores podem ter melhores resultados se você consultar um especialista terapeuta para entender a origem da doença.
Procure por psicólogos ou psiquiatras no Irecê Saúde.

Patricia Vilella

Designer, social media, fotografa, marketing expert, Relações publicas internacionais expert e fluente em 4 idiomas! Tempo? Nem pra respirar!!

Comentários