abrir menu
Home IrecêOn
imagem topo
15 de maio de 2018

Médico de Irecê viraliza e cria polêmica com os Enfermeiros

Desde sábado a tarde foram muitas as críticas ao médito Danilo Bezerra, de Irecê, por um vídeo postado em um grupo do whatsapp que acabou viralizando, e nem como todo viral é bom, o caso ganhou âmbito nacional, inclusive com carta de repúdio escrita ao Coren-BA

Somos 120 mil Profissionais de Enfermagem na Bahia. Fazemos parte de uma classe de trabalhadores que prestam assistência debaixo de preceitos éticos e morais. Estamos presentes nos momentos mais difíceis da vida de todo cidadão brasileiro, ajudando a promover ou restaurar a saúde. É inadmissível que qualquer pessoa desrespeite a nossa nobre profissão. Pois isso, envio, ao COREN/BA, o pedido de Agravo Público, o que virá a servir de exemplo para que atitudes como essa não se repitam mais. Rafael medeiros comunicou através das redes sociais.

O médico também se pronunciou através de nota oficial de retratação.

É impossível escapar do marketing viral no mundo das redes sociais. São milhares ou milhões de compartilhamentos, curtidas e comentários para um único conteúdo. Mas a pergunta é: O que faz um texto/video viralizar? O que o torna interessante e compartilhável?  Desde os emocionantes atéos engraçados, os conteúdos virais não precisam de muito tempo para serem disseminados ao redor da internet.  Depois de controlar variáveis como colocação online e impressa, tempo,  gênero e complexidade, os pesquisadores apontaram que duas características principais determinavam o sucesso dos conteúdos:  quanto ela despertava o interesse do leitor. E coisas "ruins" viralizam em uma proporção muito maior que algo legal ou bom. 

Mesmo depois de uma carta de retratação o dano tinha sido feito. E agora? Como reverter essa situação?  

O médico em questão postou um vídeo em um grupo de "confiança" e alguém reproduziu e a proporção foi tamanha que todo o Brasil comenta. Na hora a intenção não foi prejudicar os enfermeiros, diz o médico, porém muita gente não entendeu dessa forma. Entenda, não estou dizendo que ele estava correto, hoje a internet não perdoa e não esquece. Ainda mais quando se envolve toda uma classe de trabalhadores que são a base da medicina. O ideal para ele agora é fazer um damage control, uma boa assessoria de imprensa e uma retratação mais contundente, mostrar DE VERDADE que essa nunca foi a intenção, porém palavras ditas não são esquecidas, como mostra a manifestação de diversos profissionais da área no facebook.  SOU ENFERMEIRO E MEREÇO RESPEITO ganhou as redes sociais, e o movimento ganha força a cada momento, não só dos profissionais como dos simpatizantes e amigos da classe. 

"Vale ressaltar que esse tipo de comportamento demonstra o que alguns pensam de verdade da profissão de enfermeiro, principalmente as mulheres que sofrem com o machismo" Relata uma enfermeira que prefere não ser citada, ela ainda ressalta: "Queria que ele fosse sincero nas desculpas e que não tivesse mais esse tipo de comportamento". Muitos medicos também apoiaram aos enfermeiros, em respeito a classe. Toda a questão abre um debate sobre o respeito a profissão de Enfermagem, que deve ser levada adiante e unir a classe mais ainda. No mais,  resta agora esperar o que vai acontecer nos próximos capítulos...

 

 

 

Patricia Vilella

Designer, social media, fotografa, marketing expert, Relações publicas internacionais expert e fluente em 4 idiomas! Tempo? Nem pra respirar!!

Comentários